sexta-feira, 13 de julho de 2007

"Uma voltinha à noite"

Pensamento:
"A prática è um professor excepcional"
(Plínio)



.o0o.

A convite do Micaelo, compareci nas Docas pelas 20h30 para uma voltinha nocturna.
Numa noite agradável e com temperatura amena, fomos 7 os que respondemos à chamada: AC, Rarn, Pjfa, Dotsh, FMike, João Valente e outro companheiro, que não recordo o nome.
Antes da partida, tomámos a bica no Café Sical, tirámos a foto de grupo e saímos com intenção de ir beber uma "bjeca" à Lousa.
Saímos pelo portal do frigorífico, passámos a Atacanha e virámos à direita para vermos as ruínas da Capela de S. Bartolomeu, uma da trilogia que compõe as Capelas da Sra de Mércules, Sant'Ana e S. Bartolomeu, esta última em ruínas, repleta de mato e silvas e única que não foi recuperada.
Passámos a linha férrea, desta vez no sentido transversal (eheheh) para as traseiras do Parque de Desportos Motorizados e cruzámos a EN.233 para o Monte Brito.
Entrámos nos Escalos de Baixo pela zona da Fonte e saímos para as quelhas pelo cemitério e campo de futebol com o azimute apontado lá para os lados da Lousa.
Entrámos na povoação pelo depósito e descemos para o Largo da Igreja para saciarmos a sede no bar da União Lousense.
Não uma, nem duas, mas sim três em série curta, foram as "bjecas" que foram sugadas por cada um destes viajantes da noite, para amenizar a temperatura corporal.
O Dotsh telefonou à esposa para o ir buscar e o Pjfa regressou com ele, pois tinham compromissos e nós, agora reduzidos a cinco, voltámos à escuridão, ténuemente rasgada pelos nossos lampiões e regressámos à cidade, desta vez por Escalos de Cima e Alcains.
Ao entrarmos no asfalto, em Sta Apolónia, houve umas acelerações, pois o pessoal ainda trazia garra de pedalar, e eu e o FMike acabámos por nos perder do resto da malta, quando em vez de virar na cruz de pedra, continuámos até à N.18 e voltámos, ficando na dúvida se eles estavam para a frente, ou para trás.
Já junto ao portal do frigorífico confirmou-se que eles já estavam para a frente e fomos ao seu encontro.
Tinha ficado combinado acabarmos a volta nas Docas, com uma última "bjeca" mas derivado à hora tardia, eu e o FMike ficámo-nos pela Pires Marques e o João Valente e o outro companheiro foram ao encontro do Rarn.
Chegámos a Castelo Branco pela 01h com 57 kms percorridos numa noite divertida.
Haja mais!!!

Domingo não posso comparecer na P. Marques, mas haverá lá malta para pedalar.
"INTÈ"

Sem comentários: