Avançar para o conteúdo principal

"V Raid Btt de Castelo Branco às Termas de Monfortinho"

Cumpriu-se ontem pela quinta vez consecutiva a ligação de Castelo Branco às Piscinas do Clube de Caça e Pesca das Termas de Monfortinho.
Um raid idealizado pelo amigo Abílio Fidalgo e que além do convívio gerado pelos participantes nestes cerca de 80 kms de percurso junta ainda os familiares que connosco partilham uma bela tarde naquela bonita piscina.
Um evento que começou em 2009 e que tinha como "brinde" no final, um fantástico almoço de bufet servido pelo "Ô Hotels & Resorts" que deliciava toda a gente.
Este ano o raid sofreu uma ligeira alteração, não havendo almoço servido no final, nem abastecimentos durante o percurso, levando as famílias a "merenda" para a piscina.
Uma ideia que me agradou bastante, pois fomenta e reforça o convívio entre os participantes e famílias.
Apenas 8 os que aderiram este ano e de todos estes anos de raid, foi para mim o mais "participativo!!!"
Não pela quantidade de participantes, mas pelo são convívio e forte camaradagem durante todo o percurso.
No final as famílias esperavam-nos como sempre com um agradável espaço previamente reservado, onde a sombra nos manteve um pouco mais frescos durante toda a tarde.
Juntaram-se mesas e merendas, uniram-se amigos e familiares e o são convívio, mostrou a correta e educada forma de socializar.
Ficou aqui provado que nem sempre sermos muitos, somos mais!!!
Este ano vi mais gente junta, mais sociabilidade e mais camaradagem entre os participantes.
Como sempre, ainda meio "remelado" lá me dirigi às Docas para me reunir ao grupo, com hora agendada para as 06h30.
Depois da malta reunida lá partimos em direção à Fonte Santa e nos Escalos de Baixo efetuámos a primeira paragem para o cafezinho da manhã,
Continuámos o nosso raid sempre em amena cavaqueira, agora em direção a Idanha-a-Nova, com nova paragem numa pastelaria onde nos refrescamos com bebida fresca e comi o meu já habitual pastelinho de nata.
A Barragem Marechal Carmona (de Idanha) esperava-nos com a sua sempre bela panorâmica, mas este ano, com as suas águas com uma coloração diferente por estar infestada de microalgas, que lhe dão aquele tom esverdeado.
Ali tirámos a fotografia de grupo e rumámos a Alcafozes onde fizemos nova paragem no Café Texas para comermos uma bela sandocha de presunto e queijo que estava divinal.
Já bem recompostos seguimos para Toulões e sem qualquer paragem continuámos para a Torre.
O calor pela campina fazia-se sentir e os 35º que marcava o meu aparelhómetro, pareciam muito mais por aquelas zonas quase descampadas.
Na Torre fomos em busca de água para beber, atestar calmebaks e bidons e também para nos refrescarmos, pois estava uma "calina" dos diabos.
Os últimos cinco quilómetros foram feitos já a pensar naquela boa água da piscina e nas belas merendas que nos aguardavam trazidas pelas famílias que nos esperavam.
Pouco antes das 13h entrámos no recinto das piscinas.
Arrumámos as bikes, tomámos um banhinho "grosso modo" e "pimba", água com eles!!!
Que bem soube aquele primeiro mergulho, o contato com as famílias e os pais com os filhos presentes.
Seguiu-se um belo e salutar convívio com merendas à disposição de toda a gente e com o Fidalgo a presentear-nos com umas "guloseimas". Umas quantas litrosas de loira e fresquinha cerveja sagres que tão bem limpou toda aquela poeira que se tinha agarrado ás nossas gargantas. Maravilha!!!
Este foi o ano em que mais tempo permaneci na piscina. Adorei o convívio e o conceito.
Conta comigo para o ano!

Fiquem bem.
Vemo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Comentários

Agnelo disse…
Um belo dia de BTT, pelas já conhecidas, mas sempre agradáveis paisagens raianas, com um grupo coeso de amigos. Destes, venham mais que eu vou...
Belas fotos e relato.
Abraço

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…