sábado, 9 de abril de 2011

"Monforte da Beira"

Hoje, fui ter com a rapaziada que se reúne junto à rotunda do Continente.

Nove companheiros, apresentaram-se hoje para a pedalada domingueira. Eu, o Leandro, o Nuno Eusébio, o Jorge Palma, o Micaelo, o Afonso, o Joaquim Cabarrão, o Fernando e o André, o miúdo que gosta de andar com os graúdos.


Após a indecisão do costume e por sugestão do Micaelo, fomos até Monforte da Beira.

Saímos pelas 08h45 e rumámos ao Ladoeiro, com passagem pelos Escalos de Baixo.

No Ladoeiro, virámo azimute a Monforte da Beira e lá fomos pedalando, com uns "picos" aqui e ali, para animar a malta, até que chegámos à aldeia. A paragem foi no café do costumne, o do "Joaquim Padeiro".


Já com os níveis de cafeína ajustados, rumámos a Castelo Branco, com um desvio por Malpica do Tejo, onde hoje não parámos.

Ao cruzamento para os Lentiscais, o Micaelo, com compromissos, rumou logo à cidade, acompanhado pelo Joaquim Cabarrão e pelo Fernando.


Os restantes, continuaram pelos Lentiscais, Afrívida e Perais, onde houve nova paragem, desta vez para outro tipo de combustível. A bjeca, o líquido mais parecido com o gasóleo, só que ligeiramente mais espumoso. eh eh eh!!!


Rumámos depois à EN.18, virando para Castelo Branco, mas, uma vintena de kms mais à frente, não resistimos a outra paragem nas Bombas das Sarnadas. Com o calor que hoje já se fazia sentir, o combustível evaporava com aguma rapidez. Lá se vai a perfomance, depois de tanto trabalho a girar o prato pedaleiro!!!


Chegámos à cidade em amena cavaqueira e com 112 kms pedalados em ritmo ameno e descontraído, com exceção de uma ou outra acelaraçãozinha, na primeira parte do percurso.

Fiquem bem.

Vêmo-nos nos trilhos

. . . ou fora dels.

AC

Sem comentários: