quinta-feira, 5 de maio de 2011

"Sarnadas de S. Simão"

Hoje, na companhia do amigo Silvério, resolvi levar a Canyon Aeroad até às Sarnadas de S. Simão, com o intuito de sentir o seu comportamento na subida do Pé da Serra (com duas secções de 13% e 15%) e na longa descida da Foz do Giraldo à ponte do Chão da Vã.

Já saímos tarde, pelas 09h e tomámos a direcção de Sarzedas, com passagem por Taberna Seca, Vilares e Cabeço do Infante.

Virámos à direita, já em direcção às Sarnadas de S. Simão, onde nos esperava um lanchinho, na casa da sogra do Silvério.


Passámos na Azenha de Cima, Magueija e Pé da Serra. A partir daqui, seguiu-se uma longa subida, com três duras secções e onde pretendia sentir o comportamento da bike.

Já tinha feito ums subiditas, mas ainda não estava bem adaptado à máquina, nomeadamente ao guiador e avanço mais estreitos do que uso nas minhas bikes, assim como as desmultiplicações, com os últimos ressaltos de carreto de três dentes.


Já na subida do Rio Ocreza aos Vilares tinha gostado e, na do Pé da Serra, fiquei rendido. A Canyon Aeroad é uma excelente trepadora. Se eu o noto, um vulgar cicloturista, quem a usar em ritmos competitivos, melhor notará o seu excelente rendimento. A "menina" é obediente e rápida de reações.

Fácilmente se consegue manter uma velocidade constante em subida. Gostei imenso!

Nas Sarnadas, lá parámos, junto à casa da sogra do Silvério e alí tomámos o cafézinho matinal e quase que posso dizer, que o que nos desse na gana, pois a mesa era farta.

Já com o corpinho aconchegado, encetámos o regresso à cidade.

Mais umas subiditas, desta vez mais ligeiras, até ás proximidades da Foz do Giraldo, onde descemos durante uns bons kms até à Ponte do Chão da Vã.


Apesar do vento frontal, que me impediu de me lançar na descida (eu é que me cortei, chiça!), a máquina, apesar das rodas de perfil alto, manteve-se estável, para a situação e, foi-me dando confiança para ir aumentando a velocidade. As rodas, umas Mavic Cosmic SL, portam-se lindamente, apesar de não serem nenhum peso pluma, mas muito estáveis e umas excelentes roladoras. "Vestem" bem esta Canyon Aeroad CF 9.0 SL, além de lhe darem uma estética fabulosa, na minha opinião. Passámos depois o Salgueiro do Campo e chegámos à cidade pelas 13h com 81 kms percorridos, num percurso com uma primeira parte mais montanhosa e uma segunda mais rolante, onde a Canyon Aeroad se mostrou muito à vontade e, mais estaria, se o "montador" tivesse "caneta" para ela.


Agora vou descansar um dia, para me preparar para a minha dura missão de "babysiter" do Silvério na Maratona de Portalegre, no próximo Sábado e, para o levar pelo "bibe" a Fátima, no Domingo, na minha peregrinação anual, onde vai fazer a sua estreia.

Fiquem bem.

Vêmo-nos nos trilhos

. . . ou fora deles.

AC

Sem comentários: