segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

"Uma visita ao Bispo"

Ontem, aceitei o convite do Juca para irmos "comungar" ao Freixial do Campo e visitar o "Bispo".
Também com a companhia do Rui Pires, saímos os três da cidade pouco depois das 08h00 para "malhar" uns trilhos antes de entrarmos ao Freixial, onde a chegada estava programada lá para as 10h00.
Depois de passarmos pelas Isabeldeiras e Lombardo entramos no single que ladeia a Quinta da Rafeira em direção à Tapada das Figueiras.
Junto à entrada do trilho para a tapada, encontramos o Pedro Pereira que vinha de Alcains ao nosso encontro, aumentado o grupo
Algumas dezenas de metros mais à frente, tivemos o primeiro contratempo com a corrente da bike do Juca a esticar-se ao comprido no chão.
Pois . . . mais uma vez lá teve que ser o "velhote" a desenrascar a coisa. Ninguém levava um link de corrente!
Como levávamos um mecânico credenciado, lá teve que ser o Rui a sujar as mãozinhas, pois então!
Problema resolvido e siga a marcha!!!
Pedalamos umas centenas de metros na M.551 e depois de passar pela ponte que cruza o Rio Ocreza, viramos à esquerda em direção à Barroca das Virtudes.
Por ali andamos entretidos ziguezagueando pela Tapada do Mouco, Vales do Pedro Alves, Garzinda e Mindinho, até que chegamos à Fonte do Ferro já com o Juncal do Campo à Vista.
Não entramos na povoação e seguimos diretamente para o Freixial do Campo.
A chegar ao estradão alcatroado que vem do Juncal o roda traseira da bike ro Rui começou a perder ar com um  furo lento. Toca a dar ar, mais uma vez com a bomba que o "velhote" carregava . . . chiça!!!
Lá continuámos e pouco depois, estávamos a entrar no Freixial do Campo.
Um compasso de espera até que chegasse o António Bispo que com o Nuno, tinha ido à nossa espera . . . mas para o lado errado.
Já com a malta toda junta, fomos para a casa do Bispo onde a mesa já estava posta para nos receber.
Antes, o Rui foi colocar uma câmara de ar na roda . . . e adivinhem de quem era a câmara de ar! Do "velhote" claro, pois ninguém levava uma "coisa" daquelas. Bem, só tenho a agradecer, pois fiquei um pouco mais aliviado de peso. eh eh eh!!!
Posto isto, fomos todos comungar, já na companhia do "Bispo", que tinha ali umas belas "hóstias" e uma pinga divinal.
Comemos, divertimo-nos e convivemos um bom bocado, até chegar a hora de regressar ao burgo.
O António Bispo e o Nuno acompanharam-nos até Caféde, onde chegámos depois de darmos umas pedaladas pela Nave Redonda, 3 toneladas e Vale Coelheiro.
Já em Cafede fomos até ao Café da "Ti Matilde" e ali arrematámos uma garrafa de ginja, que emborcamos em jeito de despedida, pois o António Bispo e o Nuno regressava ao Freixial.
Eu o Juca, o Rui e o Pedro, descemos à Rabaça, onde cruzámos de novo o Rio Ocreza e seguimos para Alcains, onde deixámos o Pedro e por Santa Apolónia regressamos à cidade via Atacanha.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: