Avançar para o conteúdo principal

"De volta à Serra da Estrela"

Por iniciativa do Paulo Neto e por convite do João Afonso, voltei hoje à Serra da Estrela, para umas pedaladas entre amigos, num dos melhores "palcos" para a prática desta salutar modalidade.
Aderiram também a este convívio, o Silvério, o Pedro Barroca e o Paulo Jalles, formando assim um grupo divertido e que gosta dumas boas "trepadelas"!!!
A partida foi de Manteigas, com a primeira paragem logo uns kms à frente, na Fonte Paulo Martins, para abastecer bidons com aquela pura e fresca água de montanha.
Chegámos aos Piornos e rumámos à Torre, onde parámos na esplanada do café e comemos, bebemos uma bebida fresca e conversámos um pouco.
A partir daqui, foi a adrenalina total, com a rapaziada a lutar pela "Pole Position" da próxima aventura, lançando-se por ali abaixo até Valezim, atingindo alguns, velocidades vertiginosas na descida para Valezim, onde as rampas, agora em sentido descendente são na ordem dos 14%. "Gandas Malucos"!!!
Eu optei por "frear o cavalo" e ir apreciando aquelas espetaculares paisagens sobre o Vale de Valezim e tirar um par de fotos.
Seguimos depois por Casal Novo e S. Romão, entrando seguidamente em Seia.
Cruzámos a cidade e rumámos depois a Gouveia, com pasagem por Pinhanços e Mira Serra, onde começou a longa subida às Penhas Douradas.
Kms e Kms de subida de suave pendente, mas que, com os kms já acumulados, faziam alguma "mossa" nalguns companheiros ainda com pouca rodagem neste tipo de terreno.
Das Penhas Douradas a Manteigas, foi um "vê se te avias", onde o pedaleiro quase não fez falta.
Uma ou outra paragem esporádica, para apreciar a imponente paisagem sobre Manteigas e o Vale Glaciar do Zêzere e chegámos às viaturas estacionadas no final da descida.
O Paulo Neto atrasou-se um pouco, pois ainda voltou atrás em busca dos óculos que perdera e o João Afonso, ficou com ele.
Já com as bikes arrumadas nas viaturas fomos andando até ao Vale da Amoreira, onde tinhamos préviamente combinado ir comer uns peixinhos fritos que eram uma delícia.
Já todos juntos, comemos, bebemos e confraternizámos, após mais uma bonita jornada de convívio e 111 kms de boas pedaladas pelas estradas do maciço da Serra da Estrela, com uma subida à Torre, por Manteigas e outra às Penhas Douradas, por Gouveia.
Mais um belo dia de pedaladas com a Canyon Ultimate CF SLX Team, de quem me vai custar muito separar!!! Que excelência de performance!!!
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Comentários

João Afonso disse…
Só um "louco" como eu que nem sequer tem bike de estrada se monta numa e vai para a estrada fazer uma "voltinha" destas !!!
Aliás a foto ( gráfico ) de cima diz tudo " até parece um soutien !!! hehehe...
Obrigado pela companhia e camaradagem e na próxima espero fazer-lhe companhia até ao final assim não haja nenhum impedimento ! como desta vez.
1 abraÇo.
Silvério disse…
Depois do meu comentário anterior, hoje, depois deste passeio oferecido pelo amigo Paulo Neto, através do João Afonso, só posso dizer que continuei a “escrever o livro de poesia”, ou não tivéssemos passado um dia excelente a pedalar e a conviver na Serra da Estrela. Para além de tudo, este lugar para mim, tem sempre uma áurea especial, talvez pelas minhas origens serranas!
Obrigado a todos
Um abraço
Silvério

Mensagens populares deste blogue

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …