quinta-feira, 28 de julho de 2011

"Pontão do Laranjeiro"

Hoje saí de casa com intenção de efetuar uns 100 km.
Passei pelo "Continente" e já ali se encontrava o Filipe. Pouco depois chegou o Marco, o Fernando e o Dino.

Convidei-os a irmos até ao Pontão do Laranjeiro, por Sarzedas e regressarmos pelas Moitas.
A rapaziada aceitou, com exceção do Dino que disse ir dar uma voltinha "menos ondulada".
Saímos então em direção a Sarzedas, com passagem na Taberna Seca, onde está ainda bem presente o flagelo do último incêndio, que assolou aquela zona.
Subimos aos Vilares, após descida ao Rio Ocreza e passámos pelo Cabeço do Infante.
Das Sarzedas, rumámos à Catraia Cimeira, com passagem em Vale de Água e Monte Gordo, parando no Café das Bombas para o cafézinho da manhã.
Já com o cafézinho tomado, continuámos o nosso passeio de hoje, agora em direcção à Sobreira Formosa, com paragem uns kms mais à frente, na fonte da Froia, para atestar de água fresca.
Cruzámos Sobreira Formosa e por Pucariço e Vale D'Urso, chegámos ao Pontão d Laranjeiro, onde virámos à esquerda em direcção às Moitas.
Agora com o vento frontal, passámos Moitas, Vale Clérigo, Pedra do Altar e Vale da Mua, sempre em bom rimo, em terreno plano e descendente, até à ponte sobre o Rio Ocreza, para iniciarmos a suave subida ao Perdigão.
A partir daqui, a subida continuou, até ao alto da Serra, descendo depois para Alvaiade.
Já no antigo IP2, continuámos, agora em direcção á cidade, efetuando uma ultima paragem nas bombas de Sarnadas, para nos refrescarmos com uma bebida.
Até Castelo Branco, foi um instante e, pelas 12h30, estávamos a entrar na cidade, com 100 kms pedalados sob um sol que já "abrasa" e onde as fontes à beira, da estrada passaram já a ser as nossas melhores aliadas, nestes dias calorosos de verão.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Sem comentários: