sábado, 14 de janeiro de 2012

"S. Vicente da Beira"

Hoje, quando me levantei e fui dar uma espreitadela pela janela, a primeira sensação que tive, foi de que, não devia de estar a bater bem da "bola". Com o frio que estava, pelas 08h, na "caminha" é que se estava bem!!!
Ainda pensei um pouco, mas o bichinho das biclas, falou mais alto.
saí um pouco antes das 08h30 com a asfáltica e passei pelo "Continente", mas aquilo estava deserto. Ou a rapaziada mudou de horário, ou as mantinhas "abafaram-nos!!!
Resolvi então ir tomar o cafézinho a S. Vicente da Beira.
Pelo Salgueiro, Juncal e Freixial, cheguei ao cruzamento de Tinalhas, tomando depois o rumo a S. Vicente da Beira.
Parei no Café junto aos Bombeiros a ali tomei a matinal dose de cafeína.
Pedalando calmamente e apreciando a paisagem, pois o dia aclarou bastante e a manhã, apesar de fria, estava propícia a uma voltinha lúdica.
Antes de S. Vicente, fiz ainda um desvio até ao paredão da Barragem do Pisco, com uma paisagem sempre bonita, com S. Vicente como pano de fundo.
Já aconchegadinho, respirei fundo e tomei coragem para a subida ao Casal da Serra. Uma subidinha sempre difícil de "esfolar".

Lá bem no alto, parei e apreciei aquela bela panorâmica sobre o vale, com a Barragem do Pisco em destaque numa paisagem a perder de vista.
Desci depois ao Casal da Serra, com nova paragem na fonte, desta vez apenas para uma foto de passagem e com cautela, desci ao Louriçal do Campo, pois o gelo espreitava ainda a cada curva da descida.
Cruzei a povoação e fui em direção à Barragem da Marateca, onde não consigo passar sem registar o momento com uma foto. E hoje estava lindíssima, com algumas neblinas a darem-lhe uma imagem quase surreal.
Depois, foi sempre em frente até Castelo Branco, com passagem pelas imediações da Lardosa e Alcains.
Pelas 11h30 estava em casa, com 68 kms pedalados num percurso circular e rico na componente paisagística.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.

Sem comentários: