Avançar para o conteúdo principal

"Na senda dos veados"

Hoje, apetecia-me dar uma voltinha de btt, mas logo pela manhã, quando espreitei pela janela, não se via um palmo à frente do olho. Mais ainda. A previsão para o dia de hoje era de chuva.
Resolvi então ir "sujar o fatinho" e fui ter com a rapaziada das docas, pois hoje tinham uma voltinha combinada, ali para os lados de Monforte da Beira.
Saí de casa um pouco antes das 08h e quando cheguei às docas, ainda ali não e encontrava ninguém. Mas, a pouco e pouco lá foram chegando.
O Agnelo tinha sugerido a voltinha de hoje e que denominou, "na senda dos veados".
De fato, não encontrei nenhum veado durante todo o percurso, mas encontrei, isso sim, um grupo de rapaziada, animado e bem disposto, onde a má disposição não tem lugar.
12 companheiros reuniram-se hoje para esta voltinha.
Saímos da cidade pelo Vale da Raposa e descemos ao Monte do Chaveiro, sob nevoeiro quase cerrado.
Entrámos no asfalto até à abandonada ponte medieval sobre o rio ponsul e entrámos no estradão que nos conduziu ao malhão da Moita do Moio, com passagem pelas Malhadas da Várzea e do Sordo, seguindo depois paralelos à Ribeira do Vidigal.
No Monte da Granja, tomámos a direção da Fonte do Lameiro do Mocho, virando seguidamente para o Monte do Carregal, chegando a Monforte da Beira, onde parámos no Café do Joaquim Padeiro, para a cafézada da praxe.
Saímos de Monforte pela Capela de Santo António, seguindo o caminho das Minas da Tinta e Pó e lá no alto, virámos á direita para os olivais das Pernadas das Figueiras Alvares.
Cruzámos o asfalto e tomámos a direção da Cachaça e, na Malhada, voltámos a cruzar o asfalto para entrarmos no Monte Caldeireiro, continuando pelo Malhão do Monte do Grifo até ao Monte da Farropa.
Aqui, seguimos por asfalto até ao cruzamento para Malpica do Tejo, onde entrámos de novo nos trilhos, agora nos Montes do Picado, de Cima e de Baixo, até à Ponte Nova do Ponsul.
A hora já estava um pouco adiantada, relativamente ao previsto inicialmente, pois o pneu "Gato" do Agnelo, para isso contribuiu. De vez em quando, solicitava umas "bombadas", até que resolveu meter-lhe uma câmara de ar.
Por tal motivo, optámos por seguir para cidade por asfalto, para atalhar um pouco.
Foi uma bonita manhã de Btt, animada e bem disposta, durante todos os 65 kms do percurso.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Comentários

Fidalgo disse…
Um belo Dia de BTT, embora por vezes muito escorregadio. Belo Grupo, assim vale a pena. Ainda bem que me levantei, apesar da má noite que passei. Um abraço.
Pinto Infante disse…
boas AC. já há uns tempos largos que sugiro essa volta ao pessoal de serviço. mas tenho dúvidas, pois gostava de fazer aquele trilho que não sei se será esse o da maratona de 100 Kms pra aí em 2007. pergunto-te se é o mesmo?
abraço
pinto Infante
Agnelo disse…
Uma volta "à maneira" com o tempo "farrusco" mas ainda assim colaborativo, uma vez que só choveu mesmo à chegada. Gostei muito de voltar a trilhar as paisagens daquela zona, com os característicos campos de sobreiros e azinheiras a perder de vista. Venham mais.
A lama argilosa da serra é que deixou a malta quase KO, com as correntes e os carretos a ressentirem-se.
Prá semana há mais.
Silvério disse…
Manhã espectacular de BTT!
Só nós é que sabemos porque não ficamos na caminha ao Domingo de manhã! Porque nada supera os 4P's na companhia de bons AMIGOS. E quando todos se disponibilizam incondicionalmente para abraçar esta política o resultado é garantido: ESPECTÁCULO em todas as vertentes, desde os trilhos ao convívio!
Também registei a forma como a "camoneta" do António ultrapassou todos os tipos de obstáculos com que nos deparámos, tais como pisos enlameados, de pedra solta, nalguns casos pedregulhos, ribeiras com leitos consideráveis, etc, mesmo sabendo que uma das componentes mais importantes é o driver!
Fico ansiosamente à espera de mais!
Um abraço
Silvério
JValente disse…
Apesar da ausência dos veados… ninguém deu por tempo perdido esta bela manhã de BTT pela zona de Monforte! Bom ambiente reinadio entre o grupo, umas quantas peripécias e umas boas pedaladas é o que a malta gosta!

Venham mais… e em breve!
Abraço
João Valente
FMicaelo disse…
Excelente volta. Com pena minha nao alinhei por causa do trabalho, mas quem sabe brevemente nao tornemos a fazer uma incursão a esse locais. Pelos vistos a malta continua animada e a desfrutar desta "maluqueira" em que nem o tempo farrusco os impediu de ir confraternizar pelo campo fora. Venham mais destes domingos!

Mensagens populares deste blogue

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …