terça-feira, 14 de agosto de 2012

"Trilhos da Estrêla"

Na companhia do Fernando Micaelo e do José Luís, fui hoje dar umas pedaladas "bem catitas" por alguns dos bonitos trilhos da Serra da Estrêla.
O Mike veio buscar-me pelas 06h30 e rumámos à Lardosa ao encontro do Zé Luís.
Fomos até ao Vale da Amoreira, onde estacionámos a viatura, junto à Casa de Pasto Ideal, onde pretendíamos fazer uma sessão de degustação no final com os belos dos peixinhos fritos com alho e molho vinagrete.
Preparámos as bikes e restante material e fizémo-nos aos trilhos, enfrentando logo a subida à Serra da Cabeça Alta, contornando o Vale.
Seguimos depois pela Quinta do Fragusto e Quinta da Queimada, para efetuarmos uma breve paragem  no Parque do Gorgulhão, para comer algo e descansar um pouco.
Dali, subimos mais um pouco e descemos à Sra da Assedasse pelo Cabeço Fonte da Caldeira.
Mais uma breve paragem para abastecer de água e dar uma mirada na singela Capela, rumando de seguida ao Covão da Ponte pelo Vale do Gaspar.
No Covão da Ponte, mais uma breve paragem para beber um pouco da fesquissima água que brota de uma singela fonte á beira da estrada.
Saímos do local pelo estradão junto à Sra do Carmo e pelo sítio do Vale, subimos à Mata de S. Lourenço e descemos a Manteigas pela Várzea do Crasto. Entrámos na Vila por S. Gabriel.
Parámos no Restaurante "O Olival", à entrada da vila e comemos uma deliciosa bifana, regadas com uma fresquinha "bjeca".
Atravessámos a localidade e subimos grande parte do bonito Vale Glaciar do Zêzere, entrando seguidamente no asfalto, que seguimos até ao Poço do Inferno, onde fizémos nova paragem para nos refrescarmos com a  água da fonte local.
A malta estava animada e divertida e os kms iam-se somando nos nossos aparelhómetros, sem grande sinal de fadiga, apesar do calor que já se fazia sentir, sobretudo em Manteigas e no Vale Glaciar.
Saímos do Poço do Inferno pela estreita estradinha na curva a seguir ao miradouro, para um par de kms mais abaixo, enfrentarmos a técnica subida pela Mata das Teixeiras, ao Cabeço do Moreira.
Depois de uma boa descida em piso irregular, voltámos a subir, desta vez ao Cabeço da Azinheira, para nos mandarmos pela derradeira e adrenalínica descida para a M.501, junto à Quinta da Portela.
Estávamos já a 2 kms do final. Chegámos, um pouco suados, mas bastante satisfeitos pela bela manhã de btt, que agora iriamos enriquecer com uma boa tertúlia entre amigos e bons praticantes desta lúdica modalidade.
Arrumámos as bikes e assentámos arraial numa das mesas da esplanada, onde bebemos, comemos e conversámos calmamente, até que o bom senso nos aconselhou a regressar a casa após 62 divertidos kms pela nossa fantástica Serra da Estrêla.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Clip de Filme:

Sem comentários: