quinta-feira, 11 de agosto de 2011

"Até ao sopé da Gardunha"

Com uma virose a apoquentar-me à quatro dias, deveria manter-me em casa sossegadinho, medicar-me e esperar.

Mas não, isso seria outra pequena doença, se não pudesse dar as minhas pedaladas, mesmo um pouco mais debilitado.
E como se isso não bastasse, ontem abusei e ainda fui até Viseu participar na "V Etapa da Volta".
Hoje de manhã sentia-me um pouco fraco e fui ter com a malta do Continente para dar uma volta calma.
Compareceram o Leandro, o Nuno Maia e o Joaquim.
Por sorte minha, o Leandro e o Joaquim, disseram que tinham que estar cedo na cidade e eu calei-me logo, pois tencionava regressar mais cedo se a volta fosse longa ou mais "puxadota", ou ainda, se impusessem um ritmo que me causasse dificuldade.
Fomos até à Soalheira, um percurso completamente plano e num ritmo engraçado, sem ser puxado, que me possibilitou manter-me na roda, como se costuma dizer.
Tomámos o cafézinho matinal no Café do Cravo, na Soalheira e regressámos pelo mesmo trajecto, chegando à cidade pelas 11h00, com 55 kms pedalados numa manhã de bastante calor.
Acabaram por ser duas "horitas" de boas pedaladas e excelente companhia.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . .ou fora deles.
AC

Sem comentários: