quarta-feira, 3 de agosto de 2011

"De volta ao Btt"

Já andava com saudade das minhas voltinhas de btt.
Fui no passado domingo divertir-me no excelente passeio de Olêdo e hoje, na companhia do amigo Nuno Eusébio, ainda a queimar os últimos cartuchos das férias, fomos dar umas peladadas pelo campo.

Combinámos encontrar-nos pelas 08h na Padaria do Montalvão, junto à sua residência, onde tomámos o matinal dose de cafeína.

Partimos então para os trilhos, atravessando a lagoa junto à piscina praia, por um dos seus passadiços, ladeámos o Jumbo e entrámos na Talagueira, contornando também a barragem em direcção ao Baixo da Maria.

Encostámos depois à A23 e com passagem pelo Vale da Cruz, chegámos às Benquerenças.
Passar pelas Benquerenças sem umas pedaladas nalguns dos seus bonitos single tracks, é como ir a Roma e não ver o Papa.

Mas tal não aconteceu connosco, que nos divertímos com umas pedaladas num bom par de singles, descendo depois à Foz da Ribeira da Líria, pelo Canto Redondo.

Subimos depois à Aldeia dos Calvos e entre pinhais e alguns belos trilhos, chegámos à Aldeia da Nave,onde tomámos o rumo às Aldeias de Vilares, de Baixo e de Cima.

Cruzámos a estrada e seguimos para a Aldeia de Pereiros, onde nos embrenhámos em bonitos pinhais e alguns singles entre estevais, até chegarmos ao estradão que desce à Praia Fluvial do Muro, na Ribeira do Tripeiro.

Ali parámos um pouco para apreciar o movimento de vários veraneantes neste bonito local, que por ali pescavam, enquanto algumas mulheres lavavam a roupa no rio, à moda antiga.
Atacámos seguidamente a longa subida até à Tapada, onde se vislumbrava já a Aldeia de Palvarinho, onde parámos para uma bjeca fresquinha.

Depois, foi o desconsolo de pedalar até ao Penedo Gordo e Rouxinol, pela zona hà poucas semanas flagelada pelo violento incêndio que, deflagrou misteriosamente e pôs em risco, aquela Aldeia e a de Taberna Seca.
Tomámos então a direcção do Cabeço da Barreira, atravessámos a extrema do milharal do Monte com o mesmo nome, sob o gigantesco pivot de rega e chegámos á cidade pouco antes das 13h, com 54 kms de relaxantes pedaladas e excelente companhia.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Sem comentários: