terça-feira, 2 de agosto de 2011

"Fundão"

Tinha combinado préviamente com o Nuno Eusébio, recém chegado de férias, para nos juntarmos hoje, à rapaziada do "Continente".

Quando ali cheguei, nem vivalma, talvez como consequência do tempo instável nesta manhã de Agosto, a predizer chuva.
Pouco depois chegou o Nuno, como combinado e, quando já estávamos para abandonar o local, chega o Filipe.
Decidimos ir tomar o cafézinho matinal a S. Vicente da Beira e dar a volta pelo Fundão.
Seguimos em direção a Alcains, onde virámos para a Póvoa de Rio Moinhos e Tinalhas.
Continuámos até S. Vicente e ali parámos, como combinado, para a matinal dose de cafeína.
Antes, nas proximidades de Sobral do Campo, juntou-se-nos outro companheiro, um emigrante em férias em S. Vicente, de onde é natural e que ia também ele, dar a sua voltinha com a asfáltica.
Passámos o Casal da Fraga e continuámos em direcção a alto da Paradanta, com os olhos postos nas belas paisagens sobre os vales, no sopé das Serras do Açor e da Maunça.
Já em descida, continuámos até ao Vale Mendinho, onde o piso passou de bom a trepidante, com passagem no Vale D'Urso, um dos nossos habituais locais de abastecimento líquido, com a boa água da sua fonte local e que jorra em abundância, mesmo em pleno verão.
Mas desta vez não parámos, talvez à manhã mais acinzentada e com temperatura mais amena, com menos recurso à água dos bidons, que transportamos nas bikes.
Entrámos de novo em bom piso, ou melhor, razoável, na rotunda a seguir ao Vale Mendinho e fomos em direção ao Fundão, passando pelo Souto da Casa.
Já no Fundão, fomos fazer uma visita à loja "Tribike", onde hoje encontrei o amigo Fernando, no lugar do habitual Catarino, que se encontra de férias.
Dois dedos de conversa e uma vista de olhos pelos artigos expostos, para seguidamente regressarmos a Castelo Branco, com subida da Serra da Gardunha, pela sua vertente mais suave, parando na fonte, a meio da descida para Alpedrinha, para encher os bidons de água.
Passámos então Alpedrinha e ao cruzamento para a Soalheira, despedimo-nos do nosso ocasional companheiro, a quem nem perguntei o nome e que desde já peço desculpa, que seguiu em direcção a S. Vicente da Beira.
Nós, continuámos rumo a Castelo Branco, onde chegámos pelas 12h45, com 101 kms pedalados numa manhã ameaçadora de chuva, mas que se veio a transformar numa bela manhã para a prática desta salutar modalidade.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Sem comentários: