domingo, 21 de agosto de 2011

"Alpreade e Ronções"

Voltei às minhas voltinhas de Btt, aos domingos e quartas feiras.
Hoje, acompanhou-me o Pedro Barroca, num percurso por trilhos bastante divertidos, com alguns singles e zonas onde a adrenalina nos aquecia um pouco o corpinho, pois hoje a manhã esteve mais fresca e até nos brindou com uns pingos de chuva. E que bem que souberam!!!
Saimos pelas 08h, pelas Fontainhas e quelha dos Desembargadores.
Passámos o Curral do Prego, o Monte Brito, a Vinha do Marco e parámos no Café Vid'Alegre, nos Escalos de Baixo, onde bebemos o cafézinho matinal.

Entrámos na quelha do cemitério e passámos pelo Vale da Silveira, Penedos de Ferro e Tapada dos Gralhais, até entroncarmos no estradão junto à capela de S. Gerardo, cujo adro está agora transformado em redil de ovelhas.
Mais á frente virámos para a Queijeira do Estreito, onde encostámos á Ribeira da Nogueira, num bonito e adrenalínico trilho, que ladeámos até à sua foz, na Ribeira de Alpreade.
Aqui, encostámos também à ribeira, num trilho com alguns pormenores técnicos, que nos deram uns bons momentos de gozo e que seguimos até á zona dos Moinhos.
Abandonámos a ribeira e seguimos para a Nave Carvalho, continuando até ao bonito Vale de Ronções.
Até então tudo estava a correr pelo melhor, mas aquelas vacas com bezerros "estacionadas" no nosso trilho é que não estava nada bem. E o facto, é que não me pareceram muito animadas pela nossa presença.
Valeu-nos um bom rebanho de cabras, na pastagem um pouco mais acima, para a coberto destas, nos pôr-mos na "alheta". Engraçado, não é!!!. Acontece que eu já tive uns maus encontros com estes bichos e não os queria repetir, de forma alguma!!!
Bem, por todos aqueles hectares, havia animais daqueles "estacionados". Parecia que por ali havia um "Boom Vacum".
Cruzámos a zona dos Cantinhos e do Berrão e apontámos o azimute para as hortas dos Escalos continuando até à estação de Alcains.
Arranjar uma passagem naquele local, sem ter que fazer o percurso por asfalto pela passagem superior, é sempre uma aventura.
Desta vez, rodeámos a velha fábrica de racões e passámos para o outro lado de elevador. E esta, heim!!! Foi um momento divertido!!!
Tomámos o trilho para a piscina, onde entrámos no asfalto até à Atacanha, entrando na cidade pelas 12h, com 56 kms de boas e divertidas pedaladas.
Parámos no Café Lusitano, para um bom momento de lazer, bebericando um par de "bjecas", passando os olhos pelo jornal desportivo e dar dois dedos de conversa, apreciando o movimento da malta que já se dirigia a casa para o principal repasto do dia.
Chegou então a hora de nos despedirmos e irmos nós também, em busca do banhinho retemperador e merecido almoço, com um até á próxima, numa outra incursão nos trilhos, ou uns kms de asfalto com as fininhas.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

1 comentário:

Pinto Infante disse...

essa foto em Alcains na CP está curiosa. ora repara o candeeiro que está ao lado do capacete, parece que levas câmara de filmar...
já há uns tempos que não pedalamos por aí...
abraço
Pinto Infante