quinta-feira, 8 de março de 2012

"Ingarnal"

Hoje, foi dia de subir um pouco.
Saí da cidade pelas 08h30 e fui até ao Ingarnal, uma pequena aldeia, quase que parada no tempo e situada na encosta sul da Serra da Gardunha, mais própriamente, no alto do Cabeço do Zibreiro.

Das poucas vezes que visito aquela pequena aldeia cravada quase no alto da serra, não consigo resistir a uma pequena e meditativa paragem, para apreciar toda aquela envolvência com uma panorâmica, simplesmente espetacular.

Após saír da cidade, passei pelo Salgueiro do Campo e Padrão, parando na Lameirinha para tomar a matinal dose de cafeína.

A manhã estava plena de sol e com uma temperatura bastante agradável, apenas importunada com o vento, um dos inimigos fidagais do cicloturista.

Subi mais um pouco até à Portela da Lameira, onde virei à direita para Almaceda, para dar inicio aos sete e panorâmicos kms de subida. 5 sofríveis até à aldeia e os últimos dois ao alto da serra, bem mais esforçados, onde o alcatrão acaba e entronca com o estradão da cumeada para as antenas e, o que vai para as aldeias de Adgiraldo e Foz do Giraldo, que espero virem um dia a ser alcatroados, para concluir este bonito e durito circuito.

Uma pausa contemplativa lá no alto, abastecimento sólido e líquido e toca a regressar.
Descida feita com algumas cautelas, principalmente até ao Ingarnal e, aliviando um pouco mais os travões, foi descer até Almaceda.

O regresso foi exatamente pelo mesmo trajeto e pelas 12h15 já estava em casa, após mais uma bonita manhã de pedaladas.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
ou fora deles.
AC

Sem comentários: