sexta-feira, 16 de março de 2012

"Marateca"

Hoje, quando logo pela manhã encostei o nariz à janela, verifiquei que tinha chovido durante a noite. O piso ainda estava molhado.
Hesitei um pouco, mas acabei por ir dar um passeio com a minha asfaltina e resolvi ir até à Barragem de Santa Águeda, vulgo, Marateca.
Pouco passava das 08h30 quando me fiz ao asfalto, em direção ao Salgueiro do Campo.
Virei depois para o Juncal e Freixial do Campo e em Tinalhas, escolhi a estreita estradinha panorâmica que circunda uma parte da barragem, até ao seu paredão.
A espaços ía parando, aqui e ali, para apreciar aquela beleza aquática e toda a sua envolvência, sem que o cansaço me apoquente, ou o tédio me iniba de por ali passar de amiúde.
Cheguei à Rotunda da Lardosa e voltei à barragem, agora na sua vertente norte, pela estrada que vai para o Louriçal do Campo.
À chegada a S. Fiel, rumei à Soalheira e parei no Café "As Bombas", por sinal no posto de abastecimento ali existente e calmamente, tomei o meu cafézinho matinal.
Era hora de regressar e tomei de novo a direção da Lardosa, que cruzei em direção aos Escalos de Cima.
Ao chegar ao cruzamento da variante, depois da ponte sobre a via férrea e quando pretendi travar, ia tendo um encontro imediato com o alcatrão, pois uma das patilhas do travão de trás tinha simplesmente desaparecido e travei só com o da frente. Já ando a perder a bike aos bocados!!!
Com cuidado redobrado lá continuei o meu passeio, tanto mais que já vinha de regresso.
Após passar os Escalos de Cima, virei para os Escalos de Baixo, chegando à cidade com 83 kms pedalados de forma relaxada, numa manhã onde as nuvens já se aninhavam no céu, preparando-se para mais uma chuvada noturna. Quem sabe!!!
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles.
AC

Sem comentários: