terça-feira, 4 de agosto de 2015

"Proença a Velha, Medelim e Bemposta"

E porque gosto bastante de pedalar pela zona raiana, hoje fui mais uma vez para aquelas bandas. agora na companhia do Nuno Eusébio.
Saímos pelas 07h00 e rumamos a Monforte da Beira, cuja estrada de ligação, sempre num constante sobe e desce, depois de cruzar o Rio Ponsul, nos oferece uma esplêndida panorâmica, sobretudo de terras de montado, que se estendem até ao Rio Tejo, fronteira com "tierras de nuestros hermanos".
Passamos pela aldeia, ainda meio adormecida e seguimos para o Ladoeiro, onde resolvemos parar, no Café Valente" para a matinal dose de cafeína.
Abandonamos a aldeia pela sua pequena variante, onde se situa o café e fomos até à Sra da Graça, subindo a Idanha a Nova pela sua bem conhecida subida, não muito longa, mas já a puxar um pouco pelo "caparro", principalmente nas duas centenas de metros que antecedem a entrada sul da vila.
Depois de vencida a subida tomamos o rumo a Proença a Velha, que cruzamos pelas suas terríveis ruas de empedrado em direção a Medelim, onde paramos no café a seguir às bombas, para nos refrescarmos com uma bebida fresca.
"Já com "a tubagem" a voltar para valores normais, passamos pela fonte e igreja matriz, fletindo à esquerda para uma panorâmica estradinha que nos levou até à N.233, à entrada de Pedrogão de S. Pedro, com passagem pela Bemposta.
Seguindo pela N.233 fomos até S. Miguel d'Acha, onde paramos na fonte junto à escola para abastecer de água, descendo seguidamente a S, Gens, para enfrentar a última subida do dia até aos Escalos de Cima, a última povoação antes de entramos na cidade, com 114 kms pedalados por belas e panorâmicas estradinhas, cruzando algumas das peculiares aldeias cá do nosso condado.
Como sempre, a paragem na Rotunda da Racha para a abaladiça, é quase obrigatória e foi ali que abancámos para um par de bjecas fresquinhas, a que se nos juntou o David Vila Boa para dois dedos de conversa.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: